/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      $1 USD  or more

     

lyrics

1º Verso: Ágape
Deus criou, Deus criou o homem a sua imagem, Deus criou o Ágape…
A ideia poética surge pela intuição criativa verbal,
composta pela capacidade de racionar lateral,
por analises de fenómenos internos e externos, dou radical,
no seio das nossas entidades no geral,
ou particularmente mim, literalmente sim, quando a voz sai de mim,
ela arrasta quantidades expressivas de palavras,
as vezes rodeadas de salivas nas parábolas
e outras línguas contendo estilo do meu estilo,
amedrontam-se caras e figuras de estilo,
wacks, mas celebridades, mas não deixam de ser simples figuras de estilo, mas sais,
toco no som sem tocar na música, saxofone ´tá automático,
pego no microfone melhor brinquedo ´tá delirado,
converto a minha voz num sinal elétrico,
no momento física quântica, ins e outs, zeros e uns, sinal poético é armazenado,
em estéreo processado, masterizado, engenho estrondoso é martirizado,
numa obra irmã, empacotado, produto (i)licito é transformado,
comprado, autografado ou pirateado, à todo o custo, prova do fruto proibido,
não fiques chateado, ainda há mais, ainda mais no mercado informal, A.K.A mercado negro, agita antes de abrir, compacto em vinil, carrega no play pra consumir…

Refrão: que bom nice! X 2

2º Verso: Ágape

Entra eutanásia a rebentar os ouvidos,
ela toma deles como filhos,
Passa-me a caneta que eu me quero exprimir,
fornecendo alimento à alma todo o dia a toda hora,
entre o tempo o espaço já mais me irei embora,
estamos no concerto, estamos na rua, estamos em casa,
basta carregares no play, já estou na pausa,
manutenção, perpetuação da mensagem libertação,
transmitida a rasca geração,
segue-se com a socialização, endoculturação,
com a música estamos livre sem submissão,
livre sem manipulação, sem servidão,
libertados pelo cantar e pela música,
Ágape vai educando com música,
Ágape vai libertando com mais música,
é nada mais do que sedativo, é a chave pra felicidade, ouvir música,
Ágape porquê que insistes em rappar?
rappar sem rapar, parar de rapper já mais!
parar de pensar? caso-me com o saber mesmo sem saber,
com abundantes rimas recheadas de elementos da cultura e do saber,
hip-hop rejuvenescido com ideal amadurecido,
com ignorante sábio reconhecido,
pequeno ao mais crescido,
pobre miserável agora rico, sem kumbú mas com um barulho bonito,
sonhei realidade vivi um mito,
demente de mente, dançando balançando com o som do patrício,
a secessão de sons e silêncios, organizados ao longo do tempo, numa forma de arte,
motivo de alegria e refugio da tristeza,
eu música fui criada por Ágape, estou à altura de o servir,
vais sentir na duração, na intensidade, no timbre, na melodia,
ritmo em harmonia com a poesia,
música desde já existiu, mesmo antes de ser criada, escutada e elevada,
para sentimentos mais profundos quando bem dropada,
segundo os critérios de cada um, interpretada,
ouvir isto, tornar o mundo num local diferente,
inteligente e interessante num templo de palavras…

Oh hey! Que bom nice
Que bom nice…

Produto original, barulho bonito num templo de palavras.

credits

from Ágape - caso​-​me com o saber mesmo sem saber, released January 19, 2015
Líricas: Ágape
Produção: Kanif

tags

license

all rights reserved

about

Barulho Bonito Records Angola

contact / help

Contact Barulho Bonito Records

Streaming and
Download help